sexta-feira, 13 de maio de 2011

COMPOSIÇÃO



Durante a criação desse poema eu ouvia em minha cabeça uma musica a todo tempo, e quanto mais relia, mais a ouvia. Porém, não conseguia identificá-la... Era lúdica, feliz, jeito de criança correndo descalça tentando alcançar letrinhas com asas... Finalmente, após algum tempo(horas) ao piano encontrei a melodia que se aproximava ao Maximo da musica que ouvia. Ouçam ao ler! Ei-la aqui:




As palavras aguçam o meu viver,
Ao ler-las as consumo, degusto-as,
Ouço suas vozes, coral dos mares,
Som dos vendavais a acariciar os coqueirais da alma,
Espírito meu ditado/deitado sobre a ardente cama/chama
Que chama/clama o meu nome em soneto/dueto/quarteto
No quarto das canções que tocando/poesia/acaricia.
Nessa lúcida/loucura/letras flutuam em minha mente,
Pulsam/pulam/pelas veias escorrendo/correndo/crianças pelos dedos,
Evocando a cada esboço o meu 'texto' sentido/sentindo escrevo,
Logo sinto,
Leio, logo existo.
Esse cantarolar simultâneo entre letras e sons
Baila/uni/versos silenciosos nos pensamentos meus.
Rimas e consonâncias são fenômenos acústicos
Composições silábicas que ouço/ouso escrever/entender as notas/letras, notas?
Noto-as/ anoto-as/toco-as,
Que unidas ‘umauma’ canta/prosa/conversa menina/lírica,
Irrompendo no ar sinfonias/sintonias
Que dedilhadas/desejadas ao piano revelam/velam o som da magia...
Instrumentos/instruem/sentimentos
Que transbordam/acordam/acordes alados
Tocando/sentindo/ouvindo musicas/mundos,
Unindo-os sob/sobre/pôr- clave-de-sol no horizonte musical da poesia,
Revelando ao nascer dum novo dia
Escada/escala/linha graduada rumo ao paraíso das sílabas musicais
No papel/partitura dessa orquestra/livro/letras
Cantigas que apenas um anjo tocaria
E assim a composição/compaixão/comporia...

Sunna França





23 comentários:

Emerson Donizeti Batista disse...

Dica,

Excelentes o poema, a música que o acompanha e a explicação que motiva a sua forma.

De fato, o modernismo trouxe liberdade ao poeta na sua missão de dar voz e vez aos seus pulsos criativos. Tentar 'disciplinar' um poema é uma violência contra a obra original.

Parabéns pelo blog!

iala disse...

oii conterrânea, tudo bom?
estou inaugurando meu blog.. e fazendo umas visitinhas pelos outros blogs!
passei pelo seu, e curti! :)
já estou te seguindo.. me segue também? beijinhoss

Premícias do Reino disse...

Você escreve com a alma. Com conhecimentos básicos enaltecendo a cultura de Sempre. Adorei os seus textos.
Abraços, Amiga!

Premícias do Reino disse...

Olá Minha Amiga, tudo bem com você? Espero que sim.

Quando criança eu sempre sonhava com letras,(quatro anos) achava lindas aquelas letras garrafais. Então aprendi a ler muito quando criança ainda, mas nunca deixei de imaginar as letras.

Aqui, sinto prazer ao ouvir reiteradas vezes a sua canção e, fico me imaginando sendo você quando sonhava com a canção. Lembra muito do filme O Som do Coração.

Acho que toda canção nasce do som de uma palavra, pois palavras são os primeiros sons que aprendemos enquanto crianças. E antes de aprender o abecedário já aprendemos a falar. Então palavras, nada mais são sons que aprendemos a rabiscar depois de tê-las aprendido, desde os tempos em que aprendemos a pedir coisas para os adultos. Assim como, ao estudar uma linguagem nova só aprenderemos quando pensamos com aquela linguagem. Assim é a música, não é mesmo?

Penso que o modernismo sempre existiu, uma vez que o mundo está sempre se renovando. As novidades impressionam e evoluem as maneiras.
Muito belo seu poema! Gostaria muito de tê-lo escrito! Tem Alma!
Tive o prazer, de além de ouvir o som, ler muitas vezes a suas escritas. Procuro viver uma vida em cada frase que leio aqui.

Olha, o meu blog é novo e desconhecido. Então gostaria de ter o prazer em ser sua amiga. Penso que entre amigas possamos nos entender muito bem. Discutir este ou aquele assunto.

Obrigada por me ler!

Camila Matos

Mulher na Polícia disse...

Ai como é chato isso, né, linda...

Haja paciência.

Um beijo pra você e não fica triste, não, tá?

Te adoro.

Sergio Martins disse...

Olá linda! Extraordinária canção e o poema, maravilhoso! Parabéns pela sua arte! Tenha uma ótima seman; bjs!

Mulher na Polícia disse...

E essa música que você postou é de uma leveza tão grande...

: )

Faz muito bem à alma.

Beijinho!

Carlinda Tinôco disse...

A palavra é cheia de poder e quando ela é bem expressada alimenta a alma e dá muita força.
Quando li a poesia Composição conseguir entrar na profundidade do som imaginando cada gesto e sensibilidade, pois estou aprendendo teclado e fiquei imaginando cada dedo acarinhando uma nota e escrevendo o seu verdadeiro valor.
Letra e som é uma combinação perfeita e parabenizo a Sandra pela linda forma de relatar o que sua alma inspira.

Grande Abraço,

Carlinda Tinôco Cis

Anônimo disse...

Belo poema....bela música...belo blog (como sempre foi)...continue escrevendo, pintando, tocando e não deixe de "mandar notícias" mesmo que sejam através de pequenos "toques" que sua arte produz, pois a falta deles nos deixam preocupados e apreensivos sobre como e quando nos brindará novamente com sua presença.
C.V.T.A.M
S.

Ricardo Calmon disse...

Das palavras através, mesmo em dígitos formas,emanadas com a magia da vida viver, permanecem como sândalo, em cardíacos nossos. Retornando das tijucas florestas, entre cristalinas águas,das cachoeiras espumantes e borbulhantes, champanhe como se fosse,o verde em overture, o outono brindando, aqui pousando me sentindo pessoa, de vida minha feliz,sorvi seu post mel,me tocou palavra por palavra, gravada ficará em peito meu,ad infinitum, girassois mios, de campos nossos, brilham, todos, de ouro cor, com pouso teu em oráculo meu do viver e sentir, escriba e poeta querida.
bzuzngirassolicos em alma viva tua

viver é sim, pura magia

Machado de Carlos disse...

Estive neste lugar e neste lugar, vi você! A saudade é sempre imensa!

Ricardo Calmon disse...

VÁRI0OS GIRASSOIS EM TEXTO FORMA, EM OFF TE ENVIEI, PERCEBA,SINTA E ABSORVA,ÉS UM GIRASSOL EM CAMPOS MEUS,UMA OO TUA A ESCOLHER PRECISO,PARA MEU PAINEL DE ESPECIAIS ALMAS VIVAS,COMO VOCE, ESCRIBAS,É CLARO,POIS NÃO ACEITO SELINHUSSSSSSSSSS RSRSRSR

TE QUEREMOS MININA, MUITO E MUITO

BZUZ
RICA,VEIO MAS MININU

Camila Mattos disse...

Oi, vim ver você! Como você está?
Espero que esteja bem!
Beijos!...

MOISÉS POETA disse...

A musica eu ouvi com a alma !

Bendita foi essa sua inspiração...

Dica , essa postagem muito me emocionou.

um grande beijo , querida !

Artes e escritas disse...

Olá, Sandra. Gostei do piano e do poema, são dois amigos meus há muito tempo. O poema me sensibilizou e te dou os meus parabéns. Abraços musicais e poéticos,Yayá.

Maria disse...

Lindissimo poema e uma música que o acompanha na perfeição.
Bom domingo
Beijinhos
Maria

Toninhobira disse...

Esta sintonia conecta de musica e poema foi uma bela arte de arquitetura mesmo.Parabens pela inspiração.Bela indicação do Machado.
PAz e muita luz.

Elton Sipião O Anjo das Letras. disse...

É incrível como a musica está tão presente em nossas vidas,fazendo com uma ela fique grudada em nossas mentes,chegando a nos inspirar em um outro segmento da arte, aquela a qual fomos chamados a exercer,no meu caso e no seu caso especificamente, a arte literária. Parabéns pelo post.

N. Barcelli disse...

Minha querida amiga Dica, não sei se és melhor compositora, pianista ou poeta.
Mas sei que a melodia da música é belíssima... transportou-me como ouvinte para uma dimensão de leveza tal que, de olhos fechados, parece que vooei. Ouvi-a 4 ou 5 vezes, a música é mesmo soberba...
Não sou entendido em música, mas as tuas mãos sabem o que fazem. A tua interpretação pareceu-me excelente.
Quanto ao poema, é a cereja em cima do bolo...
Que dedilhadas
desejadas ao piano revelam
velam o som da magia...

És um anjo...
No papel/partitura dessa orquestra/livro/letras
Cantigas que apenas um anjo tocaria

Dica, minha querida, saio daqui de alma cheia. Obrigado por este momento delicioso.
Beijo as tuas mãos, que tão bem tocam e escrevem.

Sandra Botelho disse...

Linda musica, lindas palavras, tudo tão belo, assim como vc.Bjos achocolatados

N. Barcelli disse...

Dica, querida amiga, cadê os teus lampejos...?
Fico à tua espera... ansioso pelas tuas palavras.
Beijo.

Nina Pilar disse...

Amigos um belo dia do amigo pra vcs... na musica do milton nascimento e fernando brant a belíssima _Canção da América_, nada pode representar melhor um amigo e a sua importância...

Canção da América

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves,
Dentro do coração,
assim falava a canção que na América ouvi,
mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,
mas quem ficou, no pensamento voou,
com seu canto que o outro lembrou
E quem voou no pensamento ficou,
com a lembrança que o outro cantou.
Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância, digam não,
mesmo esquecendo a canção.
O que importa é ouvir a voz que vem do coração.
Pois, seja o que vier,
venha o que vier
Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar
Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.

depois disso é esperar que nossos corações emocionem-se com nossas amizades como emocionamo-nos qdo ouvimos esta declaração de amor, tão maravilhosamente interpretada na voz do meu querido milton nascimento.

e esperar que cada um de nós escute o que fala o nosso coração...ate pq tudo que eu queria dizer eles já falaram, faço minha a voz deste gigante da nossa musica.

beijinhos queridos um belo dia do amigo todos...

Paulo Bouvier disse...

Gostei daqui.
O texto é incrível, me fás pensar muito e a música é maravilhosa.
Gostei do seu blog, as fotos do lado, é você? Muito linda.

Convido-lhe para visitar meu blog, fiz a pouco tempo e, ficaria lisonjeado em receber sua visita (paulobouvier.blogspot.com) Obrigado.

Related Posts with Thumbnails