sábado, 15 de setembro de 2007

Era uma vez


Era uma vez alguém que não sabia quem;
Gostava muito de falar, mas não tinha quem á escutar;
Amava o céu, o mar e o luar, mas nenhum podia alcançar;
Tinha muitos talentos, mas todos jogados ao vento;
Sonhava em ser quem já existia, mas ninguém conhecia;
Seus cinco sentidos eram bastante apurados,
mas não eram usados;
Com o olhar podia várias dimensões enxergar,
mas não as podia alcançar;
Com os ouvidos, sinfonias incríveis,
retirava do mar, da chuva e do vento,
todas sem reconhecimento;
Com o seu toque paisagens lindas podia pintar,
mas dentro dela teve que as trancar;
Seu paladar saboreava palavras cheias de sabor,
mas ninguém nunca as experimentou;
Seu olfato inventava o cheiro das manhãs,
da aurora e do orvalho,
que para todos não passam de um cenário;
Era uma vez uma mulher dentro da outra,
que por isso parecia louca;
Ela também possuía em sua alma os quatro elementos:
O fogo, a terra, a água e o ar;
O fogo viajava por suas veias, lhe tornando quente,
possuindo no corpo um fervor diferente;
A terra lhe proporcionava todos os dias uma viagem,
ao seu mundo interior, cheio de paisagens;
A água lavava-lhe a alma e o coração
e por ela tinha grande paixão;
E o ar?
Esse lhe soprava doces sussurros,
segredos escondidos no tempo, fantasias,
magias e encantamentos;
Era uma vez alguém que quem era não sabia,
mas que todo o universo a reconhecia!

Dica Cardoso

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails