terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

O caqui




Talvez a tradução do seu nome
Seja uma vertente a explicar
O porquê do meu ansioso esperar;
Diospyros Kaki
Alimento de Zeus, semente de Deus
Este é o significado deste fruto
Vermelho amarelado, por mim tão esperado;
Talvez isso também explique a cina
Desse meu desejo de paraíso
Atribuído a esse fruto que me fascina;
Sabor infantil dotado de malícia dúctil
Seu corpo é leve e sua passagem
Verberação outonal, tempestuosa e breve;
Amorável é prová-lo, pequeno festival de sabores
Que a meu paladar é atado em versos e cores
Reage as proteínas da língua
Dando a sensação de agarrá-la
Se lentamente em sua carne passá-la;
Se provado com gotas de limão
Cria apetite à doçura, um desafio aos sentidos,
Emoção...
O que mais dizer deste Candido alimento?
Ah!Que finalmente é chegado o "seu" e "meu" tempo
Um convite ao meu reflexo no espelho
Que comigo venha devorar-te por inteiro
Degustar o teu cheiro, apertando-te entre os dedos,
Para depois, impregnados do teu sumo, lambe-los;
Açúcar alaranjado, suave manjar... Macio... Mole...
Que meus lábios sedentos
Por teu aroma de almíscar doroso... Lentamente engole
Devagar, até dentro de mim encontrar
Sua paisagem, seu lugar, onde mesmo temporã
Não tenha que te esperar e possa para sempre
Devorar...Devorar...Devorar...Devorar...



Sunna França

4 comentários:

Anônimo disse...

AdoRei o convite!!!! E aceito!!!rsss
Simone.

Helena disse...

Moça baiana,
Tu queres me deixar gorda de tanto comer caquis???Depois de ler o teu poema ja comi uma duzia!!!Aproveita e cola a teu texto a tabela nutricional dessa frutinha que se torna tão perigosa após ser adicionada às tuas palavras.Preciso saber quantas calorias tem isso,antes que me empanturre dela!
Os quintandeiros e feirantes deveriam louvar-te.Vão vender aos montes a todos que te lerem!
Que perigo você escrevendo,em?
Muito boa!
Maravilhosa!(E nem és gorda!ririri)

Day disse...

uai!!!Que vontade de comer caqui,Barbie!!!Só você mesmo Dica!Sempre se superando em criatividade e inteligencia!
Beijão e intá segunda!

Platão disse...

Hummm!!!Não havia observado essa frutinha até ler este teu doce e suculento poema!De repente, passando num mercado dei de cara com essa coisinha tão bem descrita por tí...Não muito depois fui surpreendido por mim mesmo sentado a devorá-los...Lembrei-me do teu poema e arrebatados foram os meus pensamentos até a visão de como sería ver-te,meiga e selvagem criaturinha, a devorá-los...Devorá-los...devorá-los!!!

Related Posts with Thumbnails