domingo, 8 de março de 2009

Alfabeto das Paisagens



Aurora cintilante! O incrível momento em que a borda do sol encontra o horizonte e seu orbe ilumina a finda madrugada;


Brisa suave! Dedos da lua no vento à face do sol, dançam os coqueirais, canção de ninar ao mar que pelo firmamento é assobiada;


Chuva cristalina que ao mundo purifica! Para a terra, precioso gotejar, aos homens, alma lavada, lágrima de Deus revelada;


Deserto sedento onde oásis são um alento! Planeta do cisco, esconderijo dos mananciais, vislumbrar distinto da vida que acorda reinundada;


Estrelas fascinantes! Quando cadente nos fornece pedido-esperança, para que depois, fixas ao céu, sua luz lembrança seja liberada;


Firmamento! Hemisfério celestial, morada do tempo onde os desejos são aves,quando voando, nossa sede é contemplada, pousando, saciada;


Garoa! Chuva miúda de estranha delicadeza, sutileza ocular da distancia, mais cortina do que água, traz-nos saudade do perto e do longe, alvorada;


Horizonte! Linha tênue dos amores proibidos. Da lua e o mar o paraíso, por - de cores do sol, tela da poesia onde a arte é pintada;


Inverno! No tempo o frio, na alma calafrio, na pele arrepio! Desejo inconsciente do abraço, agasalho do amor, roupa de pele ao espírito atada;


Jardim secreto! Onde por flores a vida é perfumada, anjos colorem sorrisos-borboletas e pintam sonhos-alados, paisagem-coração que nos puros faz morada;


Lua! Farol divino na madrugada, musa do sol, aureola mágica, cavidade celestial das cores que não há prisma que difrate, existência encantada;


Mar! Grandeza e profundidade maior da existência, líquido anseio da alma, apogeu visual, espelho dos sentimentos, se calmo, sossego. Agitado, trovoada;


Neve! Nuvem terrestre, lágrimas angelicais cristalizadas, sorvete divino, frio que a retina esquenta, desejo branco de ao universo ficar agarrada;


Outono! Arvores trocam de roupa, passeiam as folhas na calçada, traçam o caminho das cores, ao passado não se apegam e obstante vão, suavizadas;


Primaveras de todas as cores! Arco-íris das flores, aos montes nuancem encantadas, aos cactos delicadeza, aos pássaros o néctar e a nós, beleza perfumada;


Queda d’água, cachoeiras e nascentes, sacia o desejo de reflexo que meu corpo sente, gotas-espelho, essência latejante, universo líquido para onde minha alma é sugada;


Raios e trovões,fogos de artifício celestiais, som dos céus que voa através do espaço infinito, risco divino que atravessa as sombras da distância tornando-a quase nada;


Sol! Chama que nunca arrefece, quando arde é noite que amanhece, colorindo cumpre o destino que a lua aquece, para que ela surja de noite, iluminada;


Terra molhada! Pelo verde é semeada, quão macio é descalça pisá-la. Delicioso é agarrar-te com as mãos e cheirá-la, em ti toda essência é renovada;


Universo das constelações!Nebulosas das paixões, galáxias intangíveis das canções. A teus segredos minha alma está atada e dos teus mistérios, impregnada;


Vida!No pulsar das paisagens és sentida, todas as letras em ti estão reunidas. Tela da minha história, girando, carrossel da memória. Tenho-te, sou abençoada;


Xisto! Ao longe pode-se ver seu reluzir e como descrever o seu colorir? Frondosa rocha, refletindo o sol transpira arco-íris inspirando a caminhada;


Zênite, ponto luminoso invisível aonde se encontra o mapa das paisagens, passagem à esfera celeste por onde voam as preces que as Deusas são enviadas!


Sunna França


7 comentários:

Anônimo disse...

Você é do Alfa ao Omega, de A - Z, toda poesia, toda meiga, toda arte, inspiradora. Se mais uma letra fosse acrescentada ao alfabeto...seja ela qual fosse...a melhor definição seria seu nome.
Parabéns!!! De sua xará..rsss
Sandra Seixas.

Platão disse...

Oi criaturinha linda!Não sabia que estavas a fazer parte da mudança ortografica!Isso que fizestes ao alfabeto é grandioso!Deveria passar a constar em toda gramática da língua portuguesa e ser ensinado desde a mais terna infância!Quem não amaria o alfabeto o vendo dessa forma?Eu,por exemplo,estou agora desejoso de caminhar por"tais" letras..."tuas"letras...

Gabe disse...

UaaaU!!!Massa esse!AMEI!Agora também vamos todos lembrar de vc a cada letra!rsss!
Está de parabéns!
Vc é mesmo inesquecível!

gabi disse...

...como pude errar meu propio apelido???aproveito e deixo outro...
PARABÉNS AMIGA!!!

Vera disse...

Dos poemas esse em especial me arrebatou às mais belas e diferentes paisagens!

Marta(SP) disse...

Uau!Quanta idéia!Eu não fazia ideia de que alguem pudesse idealizar tanto.Uma paisagem pra cada letra?Ótima idéia!Pena que o alfabeto é tão pequeno...Nem o"x" e o "Z" passou despercebido.Brilhante!
Achei mesmo a paisagem ideal!

Luzía (Movimento ecológico-SP) disse...

Perfeito!Elegante,criativo,diz tudo sem dizer muito!Lemos uma letra já tentando imaginar o que vem na seguinte,instigante,curioso e...Perfeito!A "Fada das paisagens"não deixa realmente nada passar!!!
Parabéns!E obrigada pela viagem!

Related Posts with Thumbnails