terça-feira, 23 de março de 2010

Quem sou?(O enigma)

Sou andarilha da poesia
Cigana das tramas e versos
esfinge sedenta das letras
Que através do tempo expresso

Sou alma andante
Fênix do fogo da dor
Ao ser consumida renasço
Das cinzas do excelso amor

Sou frágil guerreira
O preto e a cor
O brilho na névoa
Que ofusca o temor

Sou paz, ventania
Tristeza, alegria
A luz na agonia
Trovão, calmaria

Sou vou ao ficar
Se fico eu vou
Nesse dúbio caminhar
Das palavras que sou

Quem sou?


Um comentário:

leek steffens disse...

querida seu blog é demais, tem um monte de funções que eu desconheço, a poesia é fantastica...
Tem um dom de fada, escreves delicadamente,

parabens

bjs
leek

Related Posts with Thumbnails